A Endodontia é a área da Medicina Dentária responsável pelo diagnóstico e tratamento de patologias da polpa dentária, designada por nervo do dente.

Cáries, fraturas, desgaste e traumatismos são os principais tipos de lesões que podem afetar a polpa dentária.

Popularmente conhecida como desvitalização, este é um tratamento conservador que remove o “nervo do dente”, promove o selamento dos canais com materiais específicos e permite a manutenção da peça dentária. Desta forma, evita-se a extração do dente e previne-se infeções que poderiam revelar-se perigosas.

O recurso a anestesia local faz com que este tratamento seja indolor e seguro.

No passado, o tratamento endodôntico era faseado em múltiplas sessões/consultas, dependendo das condições para obturação e selamento tridimensional dos canais radiculares.

Atualmente, graças aos avanços tecnológicos e ao aperfeiçoamento das preparações químico-mecânicas de limpeza radicular, o tempo para concretização deste procedimento foi reduzido, possibilitando a realização do tratamento em apenas uma consulta.

No entanto, existem ainda situações em que é vantajoso, ou até mesmo imperativo, realizar o tratamento em sessões múltiplas, de forma a alcançar as condições ideais para garantir o sucesso terapêutico.

marcar consulta

ETAPAS DO TRATAMENTO

Remoção da polpa (nervo) dentária (Vital = Biopulpectomia | Não-vital = Necropulpectomia)


Limpeza e desinfeção dos canais radiculares, de forma a eliminar possíveis focos de infeção.


Preenchimento dos canais com materiais específicos e técnicas selecionadas para cada caso.

marcar consulta

PERGUNTAS FREQUENTES

Esta é uma pergunta muito frequente, porém a resposta varia caso a caso, pelo que só após uma correta avaliação por parte de um Médico Dentista com muita experiência nesta área é que poderá ser dada uma estimativa de duração de um dente desvitalizado, sendo que a mesma depende de múltiplos fatores, tais como : o grau de destruição do dente, a higiene oral do paciente, o tipo de reabilitação do dente, bem como outros fatores de origem traumática.

Este tipo de tratamentos tem como principal vantagem promover a conservação do dente natural.

Tal tratamento permite a manutenção das peças dentárias e como consequência evita no futuro tratamentos mais traumáticos e dispendiosos.

Não, trata-se de um tratamento indolor pois é realizado sobre efeito de anestésicos locais.

Depende do estado inicial do dente e varia de caso para caso. Desta forma, este tratamento pode ser realizado numa ou várias sessões, dependendo do “comportamento” do dente durante o tratamento.

Sim, é normal que o dente perca a sua resistência original, no entanto existem várias formas de promover a sua resistência através do tipo de reabilitação implementada (coroas, incrustações, etc..).

Um retratamento endodôntico é um procedimento que tal como o nome diz é uma repetição do tratamento quando o tratamento executado a um dente previamente desvitalizado que por alguma razão recidivou.

MARQUE JÁ A SUA CONSULTA